Cachaça Werneck - Prata Tradicional - 750 ml


R$ 87,90
Mastercard Visa Elo Hypercard American Express Diners Club

PARCELE SUAS COMPRAS NAS MELHORES BANDEIRAS

Compra garantida: Você têm garantia que o Produto irá chegar ao seu destino.

Troca Grátis: Caso a mercadoria chegue em más condições, trocamos gratuitamente. Suporte: (41) 98420-6777

  • 1
    Pedidos entregues nos últimos 60 dias
  • Presta bom atendimento
  • Entrega os produtos dentro do prazo
COMPARTILHE ESSE PRODUTO

Descrição

REGIÃO: RIOS DAS FLORES/RJ

ARMAZENAMENTO: INOX

TEMPO DE ARMAZENAMENTO: 6 MESES

GRADUAÇÃO ALCOÓLICA: 42%

SOBRE A CACHAÇA

Descansada por 6 meses em reservatórios de aço inoxidável. Ela é cristalina, incolor, límpida e densa. Fina, intensa e persistente. Notas frutadas e vegetais que remetem à cana. Encorpada, acidez equilibrada, macia. Teor alcoólico 42% Vol.

A Werneck Tradicional recebeu as Medalhas de Prata no Concours Mondial de Bruxelles – édition Brésil em 2013 e em 2016 e ganhou o primeiro lugar no Concurso de Cachaças no Festival “Café, Cachaça & Chorinho” de 2011. Medalha de Prata na Expo Cachaça em Minas Gerais em junho de 2018.

Harmoniza bem com carnes, iscas de peixe, camarão e petiscos em geral. É excelente tanto pura como em caipirinha e drinks.

SOBRE O ALAMBIQUE

Os WERNECK estão no Brasil há mais de 3 séculos e foi no Vale do Café que seus ancestrais se estabeleceram. Foi numa época anterior ao ciclo do café, onde todas as fazendas exploravam prioritariamente a cana de açúcar. Veio o Ciclo do Café que gerou tanto riquezas como miséria (escravidão) assim como deterioração do meio ambiente. Findo o Ciclo do Café, iniciou-se o ciclo do gado leiteiro, que também nada fez de bom para o meio ambiente.
Ao levar para Rio das Flores seu projeto sustentável, o casal Werneck resgatou as origens familiares. Imediatamente iniciou uma recuperação de Mata Atlântica, hoje atingindo mais de 50% da área. Também trouxe o conceito que era estranho no local resgatando a Cachaça como Patrimônio Cultural. Uma cachaça com padrões de qualidade equivalentes aos utilizados na produção dos melhores destilados do mundo. Resgatou o conceito de responsabilidade social, empregando com todos os direitos trabalhistas a população local e tanto quanto possível fazendo as compras localmente, assim injetando dinheiro na economia do município.
A própria plantação da cana não carrega em si os defeitos da monocultura tão comum antigamente. Plantaram também milho, feijão, abóbora, abobrinha, mandioca e variadas frutas. O manejo é orgânico, certificado inicialmente pela ABIO e atualmente pelo QIMA IBD. A área de cana ocupa menos de 25% da área da propriedade. A mata ciliar foi totalmente restaurada ao longo de 1km de limites margeando o Rio das Flores.
A Destilaria Werneck começou sendo conduzida pelo casal Cilene e Eli Werneck com eles próprios produzindo a cachaça. Estudaram bastante antes de iniciar o negócio e estão continuamente se atualizando. Cilene, artista plástica de formação, é perfeccionista e caprichosa ao extremo. É dela a receita do preparo do fermento. Também é ela que cuida da análise sensorial de todos os lotes de engarrafamento. E o faz com grande rigor. Já Eli, engenheiro, foi responsável pelo projeto e construção da destilaria e, desde o início, é responsável pela preparação de lotes e pelo engarrafamento.
Eli colocou sua experiência de engenheiro e executivo de multinacional por mais de 30 anos e desenhou detalhadamente cada fase do processo, criando relatórios de controles. Há planilhas para todas as fases do processo de produção e a rastreabilidade é total. Olhando uma garrafa, pela etiqueta de lote, é possível dizer de que área do canavial saiu a cana e em que dia ou período ela foi cortada e moída. Isso trouxe como consequência ser o primeiro produtor do Estado do Rio de Janeiro a receber a Certificação INMETRO de Qualidade e Sustentabilidade.
Ainda hoje em dia, apesar do crescimento do negócio, Cilene e Eli continuam conduzindo todos os processos, com o auxílio de colaboradores de confiança.
Cilene e Eli Werneck trabalham para conscientizar o público que beber é questão mais de qualidade que de quantidade. Que uma boa bebida se deve degustar devagar. E que beber deve ser com moderação e com responsabilidade.
Entre os produtores, Cilene e Eli trabalham em favor da contínua elevação dos níveis de qualidade.
Com muitas premiações, a Werneck acabou chamando a atenção para Rio das Flores, uma pequena cidade ainda pouco conhecida das metrópoles. Assim, incentivou também o turismo e tornou-se um fator de desenvolvimento local. Em agosto de 2017, a Câmara Municipal de Rio das Flores homenageou Cilene e Eli Werneck pelo trabalho feito em benefício da cidade.


Comercializada por Templo da Cachaça
Se for dirigir não beba, tenha amor à VIDA
Venda PROIBIDA para menores de 18 anos.
COMPRAR AGORA
'>

Você tambem pode gostar

Vistos Recentemente